10.30.2007

afinal, o que é programa de índio???

Quando somos convidados para um programa que não nos agrada muito dizemos que é programa de índio.
Isto poderia ter acontecido neste findi... Sexta-feira Valmor chegou me convidando para a Fórmula Stockcar que aconteceria no domingo, isto porque a esposa de um regional da Bosch estaria presente. Pra não dizer não outra vez, vamos ao programa de índio.
Ele começou no sábado a noite, num jantar a base de frutos do mar, deliciosos.
O papo entre os dois casais esteve tão animado o tempo todo que retornamos para casa a uma da matina. Pra quem tinha de levantar cedo para a corrida...
Chegamos por volta de dez horas porque fomos pela estrada de Alvorada e não tivemos de enfrentar engarrafamento. Já nosso casal amigo, ficou duas horas enfrentando um trânsito lento e com muito calor, porque apesar da previsão dizer que iria chover deu o dia mais lindo do mundo.
Quando chegamos os lugares da base Bosch já estavam todos tomados...


...mas nada que um bom amigo não faça... Rogério conseguiu-me acomodação junto com alguém que conhecia do assunto e assim fiquei por dentro: cacá (filho do galvão bueno) está em primeiro lugar na competição. Correu ora em primeiro, ora em segundo lugar. Acabou em segundo lugar.


Achamos um lugarzinho também para a Marici


Os responsáveis pela nossa ida ao programa de índio não poderiam faltar


Aquilo que na nossa cabeça seria a pior coisa do domingo, foi um encontro para um bom bate-papo, para um conhecimento maior de uma com a outra e ainda apesar do barulho e adrenalina dos motores um visual bonito


das arquibancadas...


... e da corrida em si.
E o programa de índio foi uma coisa muito gostosa e divertida, além de diferente!

10.25.2007

ele é muito especial...

Giovane desde pequeno sempre foi aquele que não tinha brinquedos...
Não porque não os ganhava, mas porque ganhando, os desmontava pra saber como eram feitos.
Talvez esta curiosidade o tenha feito tão criativo.
Aquilo que hoje é pensado, amanhã é realizado. Claro, as pedras no caminho sempre vão aparecer, também pra ele, mas nunca serão obstáculos para parar.
Há um tempo atrás a Carmela dizia: - ...queria ser como ele!
Ele tem cada idéia...
A última dele começou devagarinho e foi crescendo, crescendo e poderá se tornar uma nova realidade em 2008. Pra quem tiver interesse está no site abaixo

www.GIJoeFilmFestival.com

Pra você filhão um grande beijo.
Valeu

10.24.2007

mudanças a vista...

Não é fácil chegar num lugar, para começar nova vida, sem conhecer ninguém.
Em 1984, Valmor, eu e os filhos, ainda pequenos, deixamos a família em Lages/SC para começar uma nova vida em Campo Grande/MS.
Foi começar tudo do zero, mas nos quinze anos que lá vivemos, fizemos um montão de amigos.
Em 1999 quando tudo parecia se acomodar, veio outra transferência. Porto Alegre/RS.
Nessa vinda, o Giovane já morava em Denver/CO, o Luigi continuou em Campo Grande e a Carmela morava na India.
Aí foi mais difícil, porque sem amigos ainda faltavam os filhos. Mas os amigos aos poucos foram aparecendo e hoje também são muitos.
2007. Até final do ano devemos ter voltado para Campo Grande. Dessa vez tudo vai ser diferente. Tem uma parte da família por lá nos esperando, o difícil será deixar os amigos que aqui fizemos.

video

10.11.2007

voltar às raizes...

Amanhã, dia doze, para os cristãos é Dia de Nossa Senhora Aparecida. Para aqueles que fazem parte do comércio consumista, é Dia das Crianças.
Como dizem que cada um tem uma criança dentro de si, parabéns para nós todos, e que essa criança nos faça ver ao nosso redor coisas boas e alegres que hoje, no nosso mundo adulto são tão raras.
Aproveitando o feriado Valmor e eu vamos para Lages.
Eu ainda não contei... quando eu cai e me machuquei, depois de vinte dias fui até Lages comemorar com a família os oitenta anos de minha mãe.


Ela não queria festa, mas ficou tão feliz com os amigos reunidos!?!?
No domingo depois da festa ela veio conosco para Porto, pra me fazer companhia. Ficou por aqui quinze dias..
Essa mesma senhora há vinte dias caiu e quebrou o pé.
Brincando com ela eu disse: - Não podia ficar sem me invejar???
Amanhã então vamos pra Lages sem contar pra ninguém e ver como as coisas andam
Até segunda...

10.10.2007

reciclagem...

Sabe, que ficando tanto tempo sem postar, tenho ainda muitas coisas que não contei...
Eu tenho na minha sala de TV, o primeiro sofá comprado pelo Valmor e por mim, quando casamos, portanto ele é um companheiro de longa data. Como o Valmor vai ser transferido, a matriz precisa dele num outro lugar, eu já estou ajeitando minhas coisas e a primeira delas foi deixar meu companheiro em bom estado.


Ele não ficou lindo? Ainda mais com essa pessoinha fazendo pose...

Depois que voltamos de Campo Grande, depois do trabalho, o Valmor chega em casa com uma caixa e colocando-a sobre a cama me diz: - Mandaram pra você. Quando cheguei mais perto vi que a fita que lacrava a mesma, tinha o logotipo da firma onde ele trabalha. Ainda fiz um comentário sobre o que ele estava aprontando... Mas curiosa, louca pra desvendar o segredo, fui abrindo. Dentro desta caixa havia outra menor com o logotipo da DELL.


Sim, eu ganhei um Dell Vostro 1000, wireless. Todos sabiam do meu presente, menos eu. Sempre a última a saber...
Mas eu só queria que fosse aumentada a memória do meu velho companheiro, pra que não dizer, meu velho amigo, que me ligou com os filhos e o mundo por tão longo tempo?!?!?!?
Agora tenho que aprender a mexer com um teclado novo, com botões novos, com programas mais completos que já fazem quase tudo pra você...
Ah, quem está precisando de uma reciclagem sou eu também, ahahahahah

10.05.2007

coisas que a vida nos reserva...

Depois de tanto tempo adiada eu e Valmor conseguimos fazer nossa viagem para Campo Grande.
Encontrei poucos amigos, mas estes valeram por todos.


Minha turma de trabalho de muito tempo da terceira idade. Daquele tempo bem poucos. Saudades daqueles que já partiram...

O que eu e Valmor fizemos nesses onze dias fora foi uma curtição geral com o Lorenzo. Tudo que ensinávamos era novidade. Até a estorinha dos "Sete cabritinhos e o Lobo" ficou registrada. Lembro que a última vez que ele me pediu para contá-la, ele já sabia interferir e em um dos vários momentos ele disse: -"esta istorinha é muto legal". Aprendeu a jogar "Mico", só que criou uma regra diferente. Ele sempre queria ser o ganhador então quem ficasse com o mico perdia, mas quem pegasse o mico do perdedor ganhava.Vovó Lena, posso dormir hoje com você? Esta era a pergunta de todas as noites que nunca aconteceu porque Luigi achava que ele iria bater sem querer no meu pé ainda muito inchado.


Um dos muitos momentos de carinho entre Lorenzo e "vovô vaumoi"

Ontem o carteiro trouxe a surpresa: um dos documentos vindos da Italia do casamento do bisavô do Valmor. Ainda falta um mas pelo que o pesquisador disse, agora estamos nos aproximando do final da novela. Dia oito passado fez um ano que foi iniciada a pesquisa. Quem procura acha.

Depois que tudo começa a se organizar, a saúde voltando, o ânimo também, minha irmã liga de Lages dizendo que minha mãe, oitenta anos, caiu e quebrou o pé em dois lugares.É a vida fazendo a história e é a história sendo contada novamente.

Carmela em Praga, começando a formar seu círculo de amizades. Iva uma theca, cheia de charme, e a dupla dela no trabalho, espera um baby. adivinhem quem vai ser a madrinha???
Como disse acima: quem procura acha e Carmela está de companhia em casa. Achou uma cachorrinha poodlelata, como disse a veterinária as crianças aqui de casa, mas mito fofinha, meiga e bem pretinha. Como diz a Carmela muito educada, pois até para a agência ela tem ido.


Iva, Mirka e Carmela.

Bom, demorei tanto para fazer meus registros que cansei.
Prometo que volto logo. Aguardem!